Quando


Quando eu como,
como tudo.

Quando eu amo,
amo todo.

Quando eu quero,
quero tudo.

Quero
ser toda sua,
matar no teu corpo
meu desejo louco.

Então amor,
Vem despejar no meu corpo
o gozo que me inspira.

Invade meu profundo,
respira,
não fale,
sorva-me,
penetre,
sirva-se
da minha boca
e de todo o resto...

Ouvindo:

http://www.nuaideia.com/nac/m/maria_bethania/um_jeito_estupido_de_te_amar_BN.mid

Nenhum comentário: