Ânsia


Meu amor tem fome e sede,
Não esqueço e te espero.

Beijar como amada
E ainda que não me conheças
Por horas a fio me habitas.

E estou eu dada...

Quero tremer, descobrir.
Caminhar, estremecer.
Te conduzir ao meu jardim.
Quero te navegar todo,
De norte a sul.

Hoje mais do que ontem,
Amanhã e sempre.

Nenhum comentário: