Anjos


Um anjo para debruçar e calar,
Observar movimentos como
Quem cisma
Um anjo para quebrar amarras,
Bradar os silêncios do viver
Um anjo para aliviar dores,
Soprar o dodói
Um anjo para contar segredos
Que não se perturbam em explicações
Um anjo para num sorriso zombeteiro,
Gritar:
-“Eu te disse! Tuas certezas de hoje não são
as mesmas de tempos atrás.
Então vai que a entrega te espera!”

É muito claro,
O amor veio para ficar
Onde represado estava,
E o que está além,
Os anjos não contam a ninguém...

Nenhum comentário: