Sim?


Poderias me abraçar até morrer?
Os teus braços seriam a minha casa?
O que podes ver já é a metade
Do que eu posso e sou?

Um solfejo de sonhos,
Um arpejo de lembranças,
Amor em partituras
De imensa quietude e calmaria.

Descanso os meus sentidos
Só para que seja possível
Sentir um pouco mais desse amor
Que de tão grande não cabe em mim.

O que fazer?

(promete que ficas a meu lado até o final da minha vida? Sim?)


Ouvindo: http://www.lindmidis.net/midis/latinas_italianas/Alejandro_Sanz_-_A_la_primera_persona.mid

Nenhum comentário: