Desabafo NoSens(t)e

"O que eu sinto eu não ajo.
O que ajo não penso.
O que penso não sinto.
Do que sei sou ignorante.
Do que sinto não ignoro.
Não me entendo e ajo como se entendesse."


Clarice Lispector.


Eu sinto e ajo
o que sinto.
(sempre)

Não penso e ajo
por não sentir.
(as vezes)

Sou ignorante sempre,
mas nunca ignoro
o que sinto
e o que sentem.

Cansei de ignorarem
o que sinto
por ignorância
de quem só vê
o que não sente.

Ando tão cansada,
cansada,
cansada...

Nenhum comentário: