Não penso, logo insisto

Não penso, logo insisto.
Se resisto é porque não desisto...

Sou o que sou,
quem sou não sei….

Alguém entre o perdido e não encontrado?…


Talvez uma viagem,
Uma parada para descanso,
Um caminhar através do tudo,
Percorrendo o nada!
Talvez...


Uma visão tola do bem,
A culpa pelo mal causado,
Talvez fumo,
De um fogo que não existe.

Sou o que sou
E mais não sei!

Às vezes não insisto,
desisto..

Nenhum comentário: