Contrários

Amanheci chorando
Para anoitecer sorrindo,
Adotei o impossível,
Quem não sonha com ele?

Abandonei o possível,
Quem não se fartou dele?

Nada me causava
As deliciosas palpitações
Que antecedem o desconhecido.

Nenhum comentário: