Memória Amorosa

Quem mergulhou
Numa loucura de amor
Perdendo as rédeas
Em total abandono de querências,
Não se habitua a banalidade.

Quando um amor assim
Chega ao fim das suas possibilidades,
Ficam como herança
As mágoas que antecederam ao fim,
As saudades sem culpas e desculpas,
A memória amorosa
Estampada no corpo e na alma.

Quando um amor assim acaba,
Fica o perfume do sonho.

Seguimos em paz, ou não.
E ponto.

http://www.boxmusic.mus.br/vivo/Bon_Jovi_Bed_of_roses.mid

Nenhum comentário: