Ausente de mim


Eu me conto
através das minhas idéias
sem seqüência lógica.

A vida segue
por alguns ângulos
coexistindo em substância,
sono sem sonhos
onde povoam os pesadelos.

Olho através
de vidros coloridos
e me vejo em preto e branco,
estranha,
ausente de mim,
longe de ti.

Sigo sem substantivos
escritos em maiúsculas,
sorrateiramente ancorada
em abismos de silêncios...

Nenhum comentário: