Do que Gosto

Prefiro gestos
às palavras faladas.

Respeito:
as palavras
silenciosas...

As palavras
escritas,
os olhares cheios
de expressões mudas,
os toques sem intenções
e intensos em querer tocar
no seu desejo primitivo.

Gosto de amores
que acontecem
nas tenras idades
em que a maldade
nem era nascida...

Doce adolescência
De descobertas mutuas.

Nenhum comentário: