Azul




Sem mais, nem menos.
Os barcos insistentes navegam,
E por algum motivo, sabe-se que naquele azul,
Existe um tom a mais.

Azul de Blues
Nos mares onde mergulhei,
Pelos mares que navegaste.

Um tom azul da Prússia,
Um azul de céu
No céu da tua boca
Onde vou beber da tua língua
Um tom a mais...

Nenhum comentário: