O sono sem querências



Os cansaços de alguns excessos,
Lançam sobre mim
Suas redes.
São horas...
Vou rasgar meus poemas
De versos alterados
Concebidos em partes,
As cartas de amor
Não remetidas,
Os mapas antigos
De rotas não percorridas,
Vou me abandonar
Aos vazios do sono
Sem promessas de sonhos ...

Foto: Chae Geun Lim

Ouvindo Montserrat Caballe - Bohemian Rhapsody

Nenhum comentário: