Faz-de-Conta


Esqueça que não me conhece,
Desista de tentar
Me conhecer é impossivel.
Mesmo que eu mostre a bula,
Mesmo com toda uma biografia,
É em vão...

Vamos nos perder,
Deixe-me perdê-lo,
Mas não se perca comigo...

O dia escorria
E eu nem pegava o pano pra enxugar
As palavras que transpirava,
Abria as páginas e me desvendava,
Sem motivos,
Sem roupantes de momento...

Um homem dentro de mim,
Dentro de mim uma mulher.

Um homem dentro de mim
Trazia minha parte mulher à tona...


Coleção: The unbearable presence

Música: Os Cegos Do Castelo

Nenhum comentário: