Doce de fadas




Talvez eu seja
a flor disfarçada de espinho,

Uma bruxa, quem sabe?

Moura torta não sei,
mas pode ser.

Uma monstra na beira do rio
esperando um desavisado escorregar
e levá-lo para bem fundo até se afogar.

Não importa, bruxas mouras ou monstras
também têm coração embora desmintam.

O certo é que um dia
a fada madrinha de todos os opostos
após uma grande ressaca
vai me transformar no doce da casinha na floresta...








Ai então, nínguem vai me segurar...

Nenhum comentário: