Nau Sem Leme



Uma mulher não pode ser,
estar,
viver,
como uma nau sem leme.

Uma mulher pode ser adjetivo,
quando lhe chamam nomes
predicados ou desqualificados,
profundos ou vazios.

Uma mulher pode ser substantivo,
quando sem sentido,
por estar sentida
em suas dores abstratas.

Uma mulher pode ser verbo transitivo,
entre o desejo e o medo
de se entregar.

Uma mulher não pode,
nunca, ser uma nau sem leme,
à deriva,
sem direção,
parando em todos os portos,
transformada em restos de ressaca
ao sabor das correntes
apodrecendo nas águas frias.

Amado,
assuma o comando desse leme,
me leve para perto de ti,
pois eu, mulher,
sou apaixonadamente tua...

Nenhum comentário: