Menina Nua e Crua



O dia não nasceu triste,
Mas anoiteceu magoado.

Frágil em ser errante
Invadindo a solidão
Marcando as vestes
De uma menina
Que se despiu,
Se entregou com alegria
Para ser abandonada triste
Exposta em amargura.


Triste por ela,
Triste com ela,
Triste por causa dela,
Só dela
Por estar nua
Diante de se estar crua...

Apenas a esperança deste dia
Em mais um devasso marco da existência.

Apenas céu
seu

E adeus...

Escultura de Henrique Moreira

Nenhum comentário: