Sangue Frio

Não fale do que não sabes
Porque minhas feridas são profundas
E hoje estou sangrando.

Quero sangrar por todos os poros
Toda dor que me traz
Os ecos da existência
Que na figura destroem
A solidão que me assola.

Eu sou o efeito
Das minhas horas
Por essência da minha existência,
Eu sofro,
Sangro,
Morro,

Preciso
Necessito
Resgatar
...minhas rotas alteradas

Um comentário:

Pinguim Gelado disse...

O que é feito de você, minha amiga bruxa?
Não lhe vejo mais nas salas lusitanas...
Não estou aqui para falar do que não sei, mas, sim, para perguntar de quem não tenho tido notícia alguma... Seu amigo Pingüim Gelado está com saudade do seu humor ácido, e por que não dizer, também, do seu mau humor que diverte quem tem “olhos de ler”...
Lembra que eu lhe disse que estava com vontade de criar um blog? Pois então: Ele já nasceu! É Aquariano! Eu gostaria muito de saber da sua pessoa, e que você fosse visitar o espaço que tenho, juntamente com a Princesa, para colocar minhas impressões, anseios, dúvidas e certezas... Será um imenso prazer para nós... Você sabe que tenho grande apreço por você, Lee! O endereço é: http://pinguim-e-princesa.blogspot.com/
Um beijo e um abraço do seu amigo PG. Que esteja tudo bem com você, e que esse sumiço tenha como única explicação uma boa temporada de férias em alguma estância paradisíaca... Quem pode, pode, né?
Paz e Bem!