Gatos



Um gato vadio

Que vagabundeia
Por ai
Errante,
Nômade,
Inconstante,
Não sonha,

(se gatos sonhassem)

Com leite quente,
Almofadas macias,
Um sofá para arranhar,
Um colo cheiroso
Para adormecer...

Um gato doméstico,
Nunca vai além
Dos seus limites,
Seu mundo é a casa,
Pessoas que ele acolheu,
Alguns passeios
Por quintais
E telhados
Sempre próximos
Do território familiar,
O seu sonho

(se gatos sonhassem)

Seria ter uma vida vadia.

Às vezes gatos domésticos
Fazem de conta

(se gatos soubessem fazer de conta)

Que são vadios
E se atrevem a ir mais longe,
Quando acontece,

- Porque sempre acontece!

Eles se metem em confusão,
Voltam correndo para casa,
Para as mãos que o afagam,
Matam sua fome
E matem a ordem de seu mundo
Para que ele volte a sonhar

(se gatos sonhassem)

Que são gatos vadios.

Nenhum comentário: