Ir Embora


E agora?
Ela foi embora,
Ele ficou só.
Ela à mercê do vazio
Que agora a rodeia.
Ele ficou e guardou consigo
O que pertencia a ambos

Ela foi embora,
Ele ficou só.
Ele engasgou as perguntas
Sem respostas,
Desejos represados,
Trancou num canto de si
A vida que fluía pelo seu sangue.

Ela levou o vazio repleto do cheiro,
Sons,
Cores,
Silêncios,
A luz do sorriso fácil,
E tudo que pertencia a ambos
Foi com ela.

Não deveriam ter se abandonado,
Um do Outro,
No momento exato em que eram tão inexatos,
E perfeitamente simétricos.

Mas ela foi.
Ele ficou
Acompanhado do maior dela,
Ela foi cheia de vontade dele
Esperando que alguma coisa aconteça.

Agora ela está para onde foi
Sem saber quem ele era,
E ele ficou perdido num tempo
Que já não era.

Ela foi e levou
O que ele havia perdido,
Ele ficou pelos caminhos
Que percorreram juntos,
Mas que agora é outro.

Imagem: MARIAH

Nenhum comentário: