Saudade Ausente


A saudade ausente,
O espanto das lembranças
Que se desejavam mais que tudo.

A consciência do não vivido,
A consistência de uma felicidade
Que ficou por ai,
Talvez fosse muito maior
E nós dois tão jovens não é mesmo?
Com que braços iriamos abraçá-la?

Tão jovens,
Inocentes,
Puros,
Tão feitos de luz,
Cores,
Sonhos...
Imagem: Augusto Peixoto
Ouvindo: O Que é Que eu Sou

Nenhum comentário: