Pleno


Um cheiro, olhos devassos...
Boca entreaberta
Mordendo lábios,
Anseia ousar tudo não ousando nada.
Corpo trêmulo,
Deslumbrado por uma voz,
Seduzido por um desejo...
Olhos ardendo e se fechando
Ao pensamento dos teus

Esmagar no teu peito
A carne dos meus seios
Sentir o prazer de estreitar-te
Em meus braços...
E num frêmito, um repuxo,
Eu te possuo,
Abraçando pernas
E consumindo fogo...

Gravura:
http://www.poemar.com/luis_soares.htm

Ouvindo:

Esqueça

Nenhum comentário: