Iguais



Não o eu,
Mas o meu igual
Que trás a alma secreta,
O espírito cego e abstrato
Que habita os silêncios,
Abrigo dos meus refúgios,
A memória súbita
De ternuras e querências
Que alimentam meus gestos
Superlativos,
Doces
Obsessivos

Foto: Christian Coigny

Ouvindo:
Estacio holly Estacio ( Luiz Melodia & Zizi Possi )

Nenhum comentário: