3


Teu nome, saudade.
Estou só,
Irremediavelmente só
e mais não estou...

Certas dores nunca passam, eu sei...
Não há consolo,
Tão pouco conforto,
Aprende-se a lidar com elas...

Acende a lamparina
Que ilumina tua alma
Pois quando finalmente te deres conta,
Estarás preso a mim
E então poderás, enfim,
Descobrir o que me consome a vida
...

Foto: Jose Paulo Andrade

Ouvindo: Flor de Ir Embora


Nenhum comentário: